April 13, 2021

Login to your account

Username *
Password *
Remember Me

Create an account

Fields marked with an asterisk (*) are required.
Name *
Username *
Password *
Verify password *
Email *
Verify email *
Captcha *
Reload Captcha

    Motorista atropela e mata policial no Capitólio, em Washington (EUA) Featured

    Um homem atacou policiais em um dos acessos ao Congresso dos Estados Unidos, em Washington. Um policial e o atropelador morreram.

    O suspeito acelerou o carro contra policiais e as barreiras de proteção que limitam a circulação nas proximidades do Congresso americano. Depois, saiu do veículo com uma faca na mão e avançou sobre os guardas, que responderam com tiros.

    O ataque aconteceu próximo às barreiras na parte norte do complexo, a cerca de 100 metros do Congresso, logo depois de uma hora da tarde.

    Os dois policiais, feridos, foram levados para o hospital. Um deles, William Evans, morreu. Evans trabalhava há 18 anos como policial do Congresso. O suspeito, de 25 anos, foi morto no local do ataque.

    O chefe de polícia disse que o suspeito não era conhecido da segurança do Congresso e nem era fichado. E que, apesar da investigação ainda estar em curso, acredita não se tratar de terrorismo.

    O Capitólio foi fechado e cercado por soldados da Guarda Nacional durante duas horas. Deputados e senadores não estavam no local porque o Congresso está em recesso de Páscoa. Mas centenas de funcionário e jornalistas estavam trabalhando no prédio.

    A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, pediu que as bandeiras do Congresso fossem colocadas a meio-mastro em respeito ao policial assassinado.

    O presidente americano Joe Biden também não estava na capital americana. Ele divulgou uma nota dizendo que ficou com o coração partido ao saber da morte do policial.

    O transporte do corpo do policial do hospital ao Instituto Médico Legal foi acompanhado por um cortejo de dezenas de viaturas.

    O ataque aconteceu a menos de três meses da invasão do Congresso por apoiadores do ex-presidente Donald Trump. E pouco mais de uma semana depois da polícia retirar barreiras com arame farpado da região do Congresso.

    No dia 6 de janeiro, centenas de manifestantes pró-Trump invadiram o prédio do Congresso americano, ameaçaram e agrediram policiais, roubaram documento e computadores e forçaram a polícia a retirar às pressas o então vice-presidente, Mike Pence, e deputados e senadores das sessões de votação para referendar o resultado das eleições presidenciais. Um policial foi morto naquele ataque. Desde então mais de 400 invasores foram presos.

    FONTE: G1

    Rate this item
    (0 votes)

    Leave a comment

    Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

    Ad Sidebar
    © 2019 CGN. All Rights Reserved. Designed By uss